Copa do Mundo de 2014

HOME

Luís Fernandes, secretário-executivo do ministério do Esporte, contou à Reuters que a mobilidade urbana, a distribuição de ingressos e, sobretudo, o acesso à internet dentro dos estádios são as áreas que mais precisam de melhorar para a Copa do Mundo de 2014. O principal representante do Governo Federal, envolvido diretamente na organização do Mundial, referiu

Luís Fernandes, secretário-executivo do ministério do Esporte, contou à Reuters que a mobilidade urbana, a distribuição de ingressos e, sobretudo, o acesso à internet dentro dos estádios são as áreas que mais precisam de melhorar para a Copa do Mundo de 2014.

Logotipo-por-Gabriel-NielsenO principal representante do Governo Federal, envolvido diretamente na organização do Mundial, referiu que o acesso dos torcedores aos estádios e os sistemas de comunicação dentro das arenas poderiam ter apresentado menos problemas se os estádios tivessem ficado acabados antes.

Ainda assim, considera que o Brasil passou no teste imposto pela Copa das Confederações. “Quanto mais em cima da hora, menos tempo para testar”, afirmou Fernandes à Reuters, no Maracanã, palco da final da Copa das Confederações e do Mundial de 2014.

Entre os problemas identificados, o acesso aos estádios e os serviços de comunicação são áreas de responsabilidade do governo federal, enquanto a venda e distribuição dos ingressos e os serviços de alimentação dentro das arenas fazem parte dos encargos da Fifa.


Autor: RA
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor