Brasil quis “investigar” 857 usuários do Facebook

e-MarketingEmpresasNegóciosRedes Sociais

Nos primeiros seis meses deste ano, o Facebook recebeu 715 pedidos de informação relativos a 857 usuários ou contas desta rede social por parte das entidades brasileiras. É a primeira vez que a empresa de Mark Zuckerberg emite um relatório deste género, com o objetivo de dar mais transparência às requisições de informações feitas por

Nos primeiros seis meses deste ano, o Facebook recebeu 715 pedidos de informação relativos a 857 usuários ou contas desta rede social por parte das entidades brasileiras. É a primeira vez que a empresa de Mark Zuckerberg emite um relatório deste género, com o objetivo de dar mais transparência às requisições de informações feitas por autoridades em investigações oficiais.

Facebook

No caso do Brasil, em 33% das solicitações, algum tipo de dado foi revelado

A lista das solicitações foi liderada pelos Estados Unidos, com cerca de 12 mil relativas a 21 mil contas de usuários. O segundo país com maior número de solicitações foi a Índia, com 3.245 pedidos relativos a 4.144 contas. Já no Reino Unido foram 1.975 solicitações envolvendo 2.337 contas e na Alemanha foram 1.886 sobre 2.068 contas.

De acordo com o conselheiro-geral do Facebook, Colin Stretch, a análise das requisições são feitas levando em conta os termos da empresa e a legislação aplicável, até porque o Facebook exige uma descrição detalhada de bases factuais e legais para cada requisição.

“Contestamos muitas dessas requisições quando encontramos deficiências legais ou quando identificamos requisições amplas ou vagas. Quando precisamos cumprir com um pedido em especial, normalmente compartilhamos uma única informação básica da conta, como o nome do usuário”, disse conselheiro em nota enviada à imprensa.

Em audiência pública no Senado, o gerente de Relações Governamentais do Facebook no Brasil, Bruno Magrani, citado pela Agência Brasil, disse que, no caso dos Estados Unidos, as autoridades que solicitam os dados vão desde delegados procurando crianças desaparecidas e roubos até questões de segurança nacional.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor