Cisco nega ajuda nas escutas

EmpresasNegócios

Cisco nega ter colaborado com o governo dos Estados Unidos na divulgação das comunicações de privadas de milhares de pessoas em todo o mundo. O presidente mundial de desenvolvimento e vendas da Cisco, disse que a empresa não possui qualquer participação na colaboração de fornecimento de dados das comunicações de clientes para o governo dos

Cisco nega ter colaborado com o governo dos Estados Unidos na divulgação das comunicações de privadas de milhares de pessoas em todo o mundo.

cisco_00

O presidente mundial de desenvolvimento e vendas da Cisco, disse que a empresa não possui qualquer participação na colaboração de fornecimento de dados das comunicações de clientes para o governo dos Estados Unidos. “Não participamos disso e nem temos interesse. Respeitamos a privacidade nos países onde atuamos”, afirmou Rob Lloy durante a inauguração do centro de inovação da Cisco no Rio.

Segundo o mesmo executivo os equipamentos da Cisco não contém qualquer vulnerabilidade. No entanto excitem dados que estão sendo vinculados pela imprensa mundial que, o “backdoor” seria uma das exigências dos Estados Unidos.

A Cisco é uma das principais fornecedoras de sistemas e equipamentos de telecomunicações em todo mundo. Empresa experiente e especializada. A sua expertise pode ajudar a espiar os cidadãos em todo o mudo, mas será que o fez de facto? Queremos acreditar que não a semelhança de outras empresas se de facto o tivesse feito não ganharia nada em negar.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor