Google e Facebook negam espionagem no Brasil

Segurança

Os representantes da Google e do Facebook, com atuação no Brasil, voltaram a negar o fornecimento de informações de usuários brasileiros, para o governo dos Estados Unidos da América. O Diretor de Políticas Públicas do Google Brasil, Marcel Leonardi, afirmou que a empresa não aderiu ao programa Prism, nem a qualquer outro programa de vigilância

Os representantes da Google e do Facebook, com atuação no Brasil, voltaram a negar o fornecimento de informações de usuários brasileiros, para o governo dos Estados Unidos da América.

technology

O Diretor de Políticas Públicas do Google Brasil, Marcel Leonardi, afirmou que a empresa não aderiu ao programa Prism, nem a qualquer outro programa de vigilância governamental.

Segundo Leonardi, a empresa não faculta acesso aos sistemas da Google a nenhum governo, incluindo o dos Estados Unidos da América, e não permite a instalação de equipamento, para fins de vigilância.

Na audiência pública, feita pelas comissões de Ciência e Tecnologia, de Defesa do Consumidor, de Fiscalização Financeira e Controle, de Legislação Participativa e de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, o gerente de Relações Governamentais do Facebook Brasil, Bruno Magrani, afirmou que a empresa analisa cuidadosamente cada pedido de fornecimento de informações e requer a descrição detalhada de cada pedido. “O Facebook nunca fez parte de qualquer programa para dar aos Estados Unidos ou a qualquer outro governo acesso direto aos seus servidores”, acrescenta.


Autor: RA
Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor