Inovação e tecnologia são fatores–chave para melhorarem competitividade

EmpresasHOMENegócios

As pequenas e médias empresas (PME) em todo o mundo estão se preparando para enfrentar a crescente concorrência internacional ao adotar novas tecnologias para reduzir custos e ganhar mais eficiência, diz uma pesquisa, que incluiu executivos brasileiros, da Oxford Economics. A conclusão geral do estudo é que PME bem-sucedidas estão indo além de seu mercado

As pequenas e médias empresas (PME) em todo o mundo estão se preparando para enfrentar a crescente concorrência internacional ao adotar novas tecnologias para reduzir custos e ganhar mais eficiência, diz uma pesquisa, que incluiu executivos brasileiros, da Oxford Economics.

A conclusão geral do estudo é que PME bem-sucedidas estão indo além de seu mercado doméstico para acelerar o crescimento. E, ao fazê-lo, enfrentam a concorrência feroz de grandes corporações multinacionais e clientes mais fortalecidos em novos mercados.

Segundo esta pesquisa, encomendada pela SAP, as PME devem crescer fora de seus mercados internos e, ao mesmo tempo, enfrentar a crescente concorrência global “em casa”. Segundo a pesquisa, 15% dos entrevistados já fazem negócios em seis ou mais países, um número que deverá subir para 35% em três anos, com base nas respostas da pesquisa. Mais do que um quarto dos entrevistados cita a crescente concorrência global entre as três principais tendências que afetam seus negócios hoje. Quase 60% dizem que a concorrência de empresas de outros países aumentou substancialmente nos últimos dois anos. E 59% afirmam que, em comparação com o passado, agora, estão competindo mais com empresas de maior porte. A América Latina se transformou em um mercado bastante atraente, obrigando, mais do que nunca, as empresas instaladas dentro da região a enfrentar o desafio de manter sua participação no mercado e vantagem competitiva frente à oferta estrangeira.

Por outro lado, o documento explana que as PME estão firmando parcerias ao redor do mundo. Mais da metade dos entrevistados afirmaram estar formando cada vez mais parcerias com fornecedores de outros países. Quase 40% das PME citam que a formação de alianças e parcerias estratégicas é um importante desafio à medida que estão remodelando suas empresas para o mercado global. A computação em nuvem e as mídias sociais são vistas como importantes facilitadores.

Por outro lado, as PME reconhecem que devem fazer uma transformação dos negócios para competir. Dois terços de todas as empresas entrevistadas estão em algum estágio de processo de transformação (prestes a começar, em andamento ou recentemente concluído) para realizar mudanças significativas nos modelos de negócios, tecnologia e ofertas de produtos e serviços.

A pesquisa foi realizada com 2.100 executivos de PME em 21 países – entre eles o Brasil. Como referência, a Oxford Business considerou como pequenas e médias empresas aquelas com receita anual entre US$ 20 milhões e US$ 750 milhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor