Quase metade da população mundial vai estar ligada à Internet em 2017

e-MarketingHOME

O tráfego IP (Internet Protocol) mundial deverá crescer três vezes entre 2012 e 2017. As projeções da Cisco, enumeradas num relatório denominado Visual Networking Index (VNI) Forecast, indicam um crescimento do tráfego IP global (fixo e móvel) para valores na ordem dos 1,4 zettabytes – mais de um bilião de gigabytes por ano – em

O tráfego IP (Internet Protocol) mundial deverá crescer três vezes entre 2012 e 2017. As projeções da Cisco, enumeradas num relatório denominado Visual Networking Index (VNI) Forecast, indicam um crescimento do tráfego IP global (fixo e móvel) para valores na ordem dos 1,4 zettabytes – mais de um bilião de gigabytes por ano – em 2017. Mensalmente, o tráfego IP deverá atingir perto de 121 exabytes por mês em 2017, quando em 2012 era de 44 exabytes. Só para termos uma ideia, 121 exabytes é o equivalente a 30 mil milhões de DVD, ou 28 biliões de MP3, ou 750 mil biliões de mensagens de texto…

Os dados são deveras curiosos e com um enorme potencial. Senão, vejamos. Em 2017, existirão cerca de 3,6 mil milhões de utilizadores de Internet, mais de 48% da população mundial estimada (7,6 mil milhões). Em 2017, estima-se que existam a nível mundial mais de 19 mil milhões de ligações à rede, entre aparelhos pessoais fixos/móveis e conexões M2M). Em 2012, havia apenas 12 mil milhões de ligações.

world-map-of-the-474356-01

Globalmente, o documento da Cisco aponta para que a velocidade média de acesso na rede fixa vai crescer 3,5 vezes entre 2012 e 2017, de 11,3 Mbps para 39 Mbps. Em todo o mundo, a velocidade média de acesso na rede fixa cresceu 30% de 2011 para 2012, de 8,7 Mbps para 11.3 Mbps.

Por outro lado, a Cisco prevê que os utilizadores mundiais da rede irão produzir três biliões de minutos de vídeo na Internet por mês, ou seja, seis milhões de anos de vídeo por mês, ou 1,2 milhões de minutos de vídeo a cada segundo, o equivalente a mais de dois anos de vídeo por segundo…

Mundialmente, deverão existir praticamente dois mil milhões de utilizadores de vídeo na Internet (com exclusão dos exclusivamente móveis) em 2017, isto quando, em 2012, o número de utilizadores de vídeo online rondava o milhar de milhão.

Em 2012, 26% do tráfego teve origem em dispositivos não-PC; em 2017, a percentagem de tráfego de Internet gerada por aparelhos não-PC vai crescer para os 49%. O tráfego proveniente de computadores pessoais vai crescer a uma taxa anual (CAGR – taxa de crescimento anual composta) de 14%, ao passo que outros dispositivos/ligações terão ritmos de crescimento mais acentuados no período em estudo: TV (24%), tablets (104%), smartphones (79%) e módulos M2M ou machine-to-machine (82%).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor