BlackBerry vendida a consórcio por US$4,7 bi

EmpresasNegócios

A fabricante de smartphones BlackBerry fechou ontem um acordo preliminar para ser adquirida pelo consórcio liderado por seu maior acionista, estabelecendo um piso de 4,7 bilhões de dólares para a compra da empresa canadense. A BlackBerry, que tem 10 por cento de seu capital detido pela empresa Fairfax Financial Holdings, está à venda desde agosto após

A fabricante de smartphones BlackBerry fechou ontem um acordo preliminar para ser adquirida pelo consórcio liderado por seu maior acionista, estabelecendo um piso de 4,7 bilhões de dólares para a compra da empresa canadense. A BlackBerry, que tem 10 por cento de seu capital detido pela empresa Fairfax Financial Holdings, está à venda desde agosto após alguns anos enfrentando dificuldades.

blackberry

A oferta vem de um consórcio liderado pela Fairfax que ofereceu 9 dólares por ação em dinheiro para fechar o capital da BlackBerry, longe do constante escrutínio de Wall Street. O grupo busca financiamento do Bank of America Merrill Lynch e da BMO Capital Markets para concluir o acordo.

“Este é o Plano B. Eles claramente não atingiram as metas”, disse Donald Yacktman, presidente e fundador da Yacktman Asset Management, que detém uma fatia de menos de 1 por cento na BlackBerry, de acordo com dados da Thomson Reuters. Ele disse não esperar uma contraproposta.

A BlackBerry tem até 4 de novembro para buscar ofertas superiores. Esse também é o prazo que o grupo liderado pela Fairfax tem para conduzir sua dure diligencie.

As ações da empresa listadas na Nas, que tiveram sua negociação suspensa antes do anúncio feito à tarde, subiram para 9,20 dólares quando as negociações foram retomadas, mas rapidamente voltaram para 8,80 dólares no meio da tarde, indicando a falta de confiança do mercado de que outras propostas surgirão.

“Acredito que uma oferta de compra concorrente é improvável”, disse Elvis Picardo, estrategista e vice-presidente da empresa de pesquisa Global Securities em Vancouver. “O prêmio minúsculo, e a reação muda do mercado, é outro indicador de que o mercado vê as chances de uma outra oferta como pequenas.”

Um comunicado da BlackBerry não cita os membros do consórcio, apesar de muitas pessoas do mercado afirmarem que fundos de pensão canadenses devem ser participantes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor