Chip brasileiro no marca-passo

Negócios

Um chip com 100% de tecnologia brasileira possibilitará novas comercializações em breve.  Com uma tecnologia de 65 nano, contendo cerca de 90 milhões de transistores e 10 milhões de gates em uma superfície de pouco menos de 20 mm²,  o chip poderá ser usado em marca-passo e em aparelhos de ultrassonografia. O produto foi apresentado

Um chip com 100% de tecnologia brasileira possibilitará novas comercializações em breve.  Com uma tecnologia de 65 nano, contendo cerca de 90 milhões de transistores e 10 milhões de gates em uma superfície de pouco menos de 20 mm²,  o chip poderá ser usado em marca-passo e em aparelhos de ultrassonografia. O produto foi apresentado durante o painel Inovação para indústria de TIC: Uma visão internacional, realizado durante o Rio Info 2013.

chips_3_bg_102602

Segundo Paulo Roberto Ivo, executivo de desenvolvimento de negócios e relações institucionais do Instituto de Pesquisas Eldorado e vice-presidente da ABIPTI (Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação), empresas nacionais já se interessaram em comercializar os chips, que já receberam a autorização para obter credenciamento do BNDES.

O chip com tecnologia brasileira precisará ser fabricado no exterior, já que no Brasil ainda não há instalações para a fabricação de semicondutores com esta sofisticação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor