Downloads de aplicativos chegará este ano a 102 bilhões

EmpresasMobilidadeNegócios

As lojas de aplicativos móveis terão um volume anual de downloads de 102 bilhões, em 2013, e os downloads gratuitos deverão ser de 91%, afirma o Gartner, que apresenta as principais tendências sobre a indústria de mobilidade no Symposium ITxpo 2013, entre os dias 4 e 7 de novembro, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

As lojas de aplicativos móveis terão um volume anual de downloads de 102 bilhões, em 2013, e os downloads gratuitos deverão ser de 91%, afirma o Gartner, que apresenta as principais tendências sobre a indústria de mobilidade no Symposium ITxpo 2013, entre os dias 4 e 7 de novembro, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

Download app-01

O faturamento total do mercado, neste ano, chegará a US$ 26 bilhões, acima dos US$ 18 bilhões, em 2012, e as compras em aplicativos (In-App purchases) representarão 48% do faturamento das lojas, em 2017, um aumento de 11% em relação a 2012.

“Nossa expectativa é ter um forte crescimento nos downloads até 2014, o que deve diminuir um pouco nos anos seguintes. A média de downloads por aparelho deve ser alta nos primeiros anos, na medida em que os usuários compram novos dispositivos e se interessam por Apps. Com o tempo, os downloads se acumularão com um portfólio de aplicativos e esse número será moderado”, afirma Elia San Miguel, analista do Gartner, que abordará em detalhes a mobilidade e as estratégias no mundo digital no Symposium ITxpo.

“Atualmente, os aplicativos gratuitos estão disponíveis 60% nas lojas da Apple e 80% no Google Play. As lojas de Apps para iOS e Android, combinadas, devem contar com 90% dos downloads globais, em 2017. Essas lojas ainda estão muito ativas, graças aos ricos ecossistemas e às comunidades de grandes desenvolvedores. Porém, prevemos que a média mensal de downloads por aparelho iOS deva diminuir de 4,9, em 2013, para 3,9, em 2017, enquanto por Android a redução seja de 6,2, em 2013, para 5,8, em 2017. Isso se remete à tendência global de termos usuários utilizando os mesmos aplicativos, ao invés de baixar novos”, diz Elia.

As compras em aplicativos serão 17% do faturamento das lojas, em 2013, e crescerão para 48%, em 2017. Porém, como acontece com os downloads, esta modalidade de compras deve ter um forte crescimento em 2013 e 2014 e diminuir nos anos seguintes. Isso acontecerá, pois os aparelhos inteligentes estão atingindo consumidores do mercado de massa, que têm menos disponibilidade para gastar com isto. Mas, as compras em aplicativos terão um peso importante no lucro das lojas de Apps e dos desenvolvedores.

Pesquisas mostram que as compras em Apps contribuem com uma parcela significativa no faturamento da loja da Apple mundialmente. Outras plataformas não atingiram níveis tão altos como o iPhone, mas, analistas preveem que as compras em aplicativos aumentarão sua contribuição no futuro.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor