Social Big Data da E.life atinge mais de 100 milhões de usuários

HOME

A E.life, empresa especializada em inteligência de mercado e gestão do relacionamento nas redes sociais, acaba de ultrapassar a marca dos 100 milhões de usuários mapeados no Twitter e no Facebook nos últimos cinco anos. Essa nova base de dados, coletada ao longo dos últimos cinco anos, compõe o serviço de Social Big Data da

A E.life, empresa especializada em inteligência de mercado e gestão do relacionamento nas redes sociais, acaba de ultrapassar a marca dos 100 milhões de usuários mapeados no Twitter e no Facebook nos últimos cinco anos. Essa nova base de dados, coletada ao longo dos últimos cinco anos, compõe o serviço de Social Big Data da E.life e leva para as empresas um novo conceito de conhecimento sobre o consumidor e seus hábitos, capazes de inspirar os mais criativos projetos de marketing, explicou a empresa em comunicado. Foram monitorados apenas dados públicos, compartilhados pelos consumidores nas redes sociais.

BI

Para a rede inglesa de supermercados Tesco, por exemplo, a E.life demonstrou, recentemente, como extrair insights das redes sociais. “Coletamos 7 milhões de Tweets mencionando marcas de diversas categorias e até programas de televisão. Em seguida isolamos cerca de 50 mil usuários únicos e começamos a procurar atributos importantes para os negócios do supermercado, explorando as descrições de pessoas no Twitter (que são conteúdos públicos). E foi possível encontrar segmentos específicos para direcionar ações de marketing, como mães, pais, apreciadores de vinho e até praticantes de um determinado esporte”, explica Jairson Vitorino, CTO da E.life.

Desde 2008 a E.life armazena posts, comentários e compartilhamentos do Twitter e Facebook, não apenas de marcas, mas de verbos de consumo de mídia ou de produtos (como o verbo assistir e suas derivações para monitorar consumo de mídia TV). São armazenados também todos os links compartilhados via Twitter e Facebook e seus respectivos conteúdos. Juntas, essas informações já somam 1 bilhão de dados únicos relacionados a mais de 100 milhões de usuários, sendo que 90% deles são brasileiros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor