Softex capacitará para exportação

Negócios

Mariana Yazbeck, diretora de operações da Softex, que anunciou que em breve a instituição lançará ações para capacitar empresa a realizar operações internacionais. “Estamos iniciando alguns programas de internacionalização para preparar as empresas a abrirem operações fora do país e também vamos focar em estrutura e estratégia da inovação”. Segundo Mariana, é preciso entender o

Mariana Yazbeck, diretora de operações da Softex, que anunciou que em breve a instituição lançará ações para capacitar empresa a realizar operações internacionais. “Estamos iniciando alguns programas de internacionalização para preparar as empresas a abrirem operações fora do país e também vamos focar em estrutura e estratégia da inovação”.

mundo internet

Segundo Mariana, é preciso entender o motivo de se inovar e pra quem, além de  adquirir a cultura da inovação. “É preciso entender que inovar ganhou conceito global, essa é a visão internacional”; explica.

Inovar pela demanda ou pela  criatividade é um dilema que não faz sentido, segundo Danilo Bordini, gerente de novas tecnologias e inovação  da Microsoft. Os dois motivos são bem vindos.

A tecnologia kinect, que é um sensor que possibilita a interação virtual, por exemplo, pode ser usada tanto fins recreativos como mercadológicos. “Como exemplo temos a natura, que criou um espelho virtual, onde se tem uma maquiagem virtual, possibilitando escolher de forma interativa cores de sombra, brilho etc”. Segundo Danilo, o importante é inovar com qualidade, o produto precisa ser eficiente.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor