Nasa e Google testam computador quântico

EscritórioHOME

Compartilhando um computador quântico D-Wave, avaliado em US$ 10 milhões, a agência aeroespacial norte-americana e o gigante das buscas têm realizado experimentos para determinar a usabilidade da nova tecnologia. Divididos em dois times, os pesquisadores do Google desenvolvem aplicações para testarem a usabilidade do processador. Enquanto um time formula os problemas a serem computados, o

Compartilhando um computador quântico D-Wave, avaliado em US$ 10 milhões, a agência aeroespacial norte-americana e o gigante das buscas têm realizado experimentos para determinar a usabilidade da nova tecnologia.

processador quantico

Divididos em dois times, os pesquisadores do Google desenvolvem aplicações para testarem a usabilidade do processador. Enquanto um time formula os problemas a serem computados, o outro refina os algoritmos para otimizar a velocidade da máquina.

O alvo da Nasa é descobrir a aplicabilidade do D-Wave para distribuir tarefas a supercomputadores numa rede, coordenar dados vindo de múltiplas fontes no espaço e agendar operações em satélites, espaçonaves e veículos robóticos de exploração.

O D-Wave, de fabricação canadense, necessita de um ambiente ultra controlado para operar. Alocado dentro de uma câmara selada a vácuo, o processador é submetido a temperaturas abaixo de zero e é isolado de qualquer interferência eletromagnética. Caso seja reiniciada, só o boot da máquina leva um mês, para que as condições de funcionamento sejam ideais.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor