Startup de SP cria aplicativo para motoboys

HOME

A Loggi criou uma solução integrada de logística que cria uma comunidade virtual de motoboys. Quem precisa do serviço expresso utiliza o aplicativo para determinar o endereço de coleta e entrega. Um algoritimo triangula, por georreferenciamento, a localização dos entregadores em relação ao pedido, a disponibilidade e calcula automaticamente o tempo estimado e o valor

A Loggi criou uma solução integrada de logística que cria uma comunidade virtual de motoboys. Quem precisa do serviço expresso utiliza o aplicativo para determinar o endereço de coleta e entrega. Um algoritimo triangula, por georreferenciamento, a localização dos entregadores em relação ao pedido, a disponibilidade e calcula automaticamente o tempo estimado e o valor do serviço.

motoboy

O motoboy é notifcado pelo app – disponível para Android – e pode aceitar ou declinar o frete, de acordo com sua conveniência.

Por uma página da web o cliente consegue acompanhar pelo site o trajeto do mensageiro em tempo real, com relatórios mostrando dias, horários, os nomes envolvidos na entrega e os valores.

A startup paulistana recebeu um aporte de R$ 2 milhões de dez investidores-anjo, entre eles Kees Koolen, COO da Uber e chairman da Booking.com, e Nicolas Gautier, da Bolt Ventures.

Segundo a Loggi, no modelo atual de cooperativas que servem de intermediadoras, o entregador fica com apenas 40% do valor do frete. Com o aplicativo, a empresa afirma que o motoboy pode ficar até com 80% do valor bruto da corrida.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor