Barack Obama prefere BlackBerry à Apple por “questões de segurança”

EmpresasMobilidadeNegócios

A fabricante BlackBerry, que atravessa a sua pior fase, conquistou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Numa reuinão que visava promover a nova legislação para o setor de saúde, Obama disse que não tem permissão para usar o iPhone da Apple, por “questões de segurança”. A Apple é uma das companhias que podem ter

A fabricante BlackBerry, que atravessa a sua pior fase, conquistou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

6nov2012---o-presidente-norte-americano-barack-obama-fala-ao-telefone-no-escritorio-de-campanha-em-chicago-illinois-eua-em-uma-rapida-entrevista-ao-programa-de-radio-the-steve-harvey-morning-1352217214243_956x5

Numa reuinão que visava promover a nova legislação para o setor de saúde, Obama disse que não tem permissão para usar o iPhone da Apple, por “questões de segurança”.

A Apple é uma das companhias que podem ter permitido à Agência Nacional de Segurança Americana (NSA) acesso direto a servidores em que são mantidas informações sobre seus clientes, de acordo com revelações do ex-prestador de serviços da NSA Edward Snowden.

Obama insistiu em manter seu BlackBerry após chegar à Casa Branca em 2009, embora afirme que apenas 10 pessoas possuem seu endereço de email.

A BlackBerry, perdeu espaço no mercado quando rivais como a Apple lançaram aparelhos mais fáceis de usar. Esta companhia recentemente interrompeu planos para ser vendida e tenta delinear uma nova estratégia, focando-se em clientes de grande empresas e governos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor