EUA acusa suspeitos de conexão com mercado negro Silk Road

Negócios

Três homens foram indiciados nos Estados Unidos por conexão com o Silk Road, um mercado negro da Internet onde drogas ilegais como heroína e cocaína podem ser compradas com a moeda digital bitcoin. A denúncia, aberta em Nova York, acusa Andrew Jones, Gary Davis e Peter Nash de conspiração para o tráfico de drogas, invasão

Três homens foram indiciados nos Estados Unidos por conexão com o Silk Road, um mercado negro da Internet onde drogas ilegais como heroína e cocaína podem ser compradas com a moeda digital bitcoin.

reais-dinheiro-money

A denúncia, aberta em Nova York, acusa Andrew Jones, Gary Davis e Peter Nash de conspiração para o tráfico de drogas, invasão de computadores e lavagem de dinheiro.

As acusações ocorrem depois da prisão em outubro do suposto fundador do Silk Road, Ross Ulbricht, conhecido online como “Dread Pirate Roberts.”

As autoridades dos EUA fecharam o Silk Road na ocasião da prisão de Ulbricht, embora no mês passado um novo ambiente de compras com o mesmo nome e aparência tenha estreado online.

Jones, 24, e Davis, 25, agiam como administradores do Silk Road, enquanto Nash, 40, era o moderador primário para os fóruns de discussão do site, de acordo com a acusação.

Jones foi levado a um tribunal em Richmond, Virginia, na sexta-feira, depois de ser preso na véspera, de acordo com promotor de Manhattan. Davis foi preso na Irlanda e Nash na Austrália. Advogados dos acusados não foram imediatamente localizados para comentar.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor