Fraudes causam perdas de até US$ 8 mil por minuto para varejo online

E-commercee-MarketingHOMESegurança

A RSA, divisão de segurança da EMC, divulgou relatório que traz dados preocupantes sobre o impacto das fraudes digitais sobre o e-commerce. Segundo o estudo, realizado sob encomenda pelo Ponemon Institute, uma hora de inatividade em uma loja eletrônica causa perda de receita que vai de US$ 500 até US$ 8 mil por minuto. Dentre

A RSA, divisão de segurança da EMC, divulgou relatório que traz dados preocupantes sobre o impacto das fraudes digitais sobre o e-commerce. Segundo o estudo, realizado sob encomenda pelo Ponemon Institute, uma hora de inatividade em uma loja eletrônica causa perda de receita que vai de US$ 500 até US$ 8 mil por minuto.

fraude online

Dentre os tipos de ameaça mapeados, o mais comum é o ataque de negação de serviço (DDoS), que é esperado por 83% dos varejistas no período de compras de fim de ano. Além das perdas diretas de receita, um ataque desse tipo pode acarretar na perda de confiança do consumidor e afetar o valor da marca, predando o negócio no longo prazo.

Aplicativos maliciosos, criados à semelhança dos oficiais, também são um problema, pois iludem o consumidor com a promessa de descontos e promoções fictícios. O único objetivo é roubar as informações do consumidor e cometer fraudes financeiras. Para 72% dos comerciantes, a detecção desse tipo de aplicativo é difícil. Links falsos também são temidos por 74% dos varejistas, pois também são difíceis de detectar. indicam que essa atividade também é difícil de detectar.

A captura de dados confidenciais por malwares, instalados sem o consentimento do usuários em computadores pessoais e dispositivos móveis,

Outra ameaça destacada pelo estudo refere-se ao malware em dispositivos móveis e roubo de credenciais. Somente nos Estados Unidos, a previsão é que as compras por meio de canais móveis representem mais de 16% em todo comercio eletrônico. Desta forma, pode aumentar a quantidade de malwares, que são softwares maliciosos, capazes de capturar credenciais de contas infiltrando-se nos tablets e smartphones dos consumidores.

Um golpe em ascensão é o da nova conta. Os criminosos utilizam um exército de botnets, softwares que trabalham de maneira automática e podem zumbificar máquinas alheias, para sobrecarregar o site com inscrições fraudulentas. Deste modo, além de derrubar o site, podem obter vantagens em sorteios, pois evitam que usuários legítimos se cadastrem e concorram.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor