Receita de semicondutores cresce 5,2% no ano

EscritórioHOMENegócios

O faturamento global da indústria de semicondutores chegou a US$ 315,4 bilhões em 2013, um crescimento de 5,2% em relação ao ano passado, quando a receita foi de US$ 299,9 bilhões. “Depois de um início de ano fraco devido ao excesso de estoques, a receita do segmento cresceu no segundo e terceiro trimestres, antes de

O faturamento global da indústria de semicondutores chegou a US$ 315,4 bilhões em 2013, um crescimento de 5,2% em relação ao ano passado, quando a receita foi de US$ 299,9 bilhões.

semicondutor

“Depois de um início de ano fraco devido ao excesso de estoques, a receita do segmento cresceu no segundo e terceiro trimestres, antes de se estabilizar no quarto trimestre. Os chips de memória, em particular DRAM [tipo de memória RAM usado em computadores e dispositivos móveis], levaram a esse crescimento, não devido à forte demanda, mas sim ao fraco crescimento da oferta”, afirmou Andrew Norwood, vice-presidente de pesquisas do Gartner, instituto responsável pelo levantamento.

Os 25 maiores fabricantes de semicondutores tiveram aumento de 6,2% na receita.
A Intel se manteve à frente do setor, com 15,2% do mercado, mas enfrentou uma redução de 2,2% em relação a 2012, fechando o ano com US$ 48 bilhões.

A Samsung disparou no segundo lugar, com 9,4% do mercado mundial, um crescimento de 3,6% em relação a 2012, e receita de US$ 29,6 bilhões.

Na terceira colocação aparece a Qualcomm, com 5,5% de share e receita de US$ 17,3 bilhões, alta de impressionantes 31,1% na mesma comparação, seguida pela SK Hynix, com 4,1% de participação e US$ 12,8 bilhões em receita.

A Micron Technology teve destaque no ranking, subindo da décima posição (2012), para o quinto lugar – com 3,7% do mercado e receita de 3,7% -, deixando para trás fabricantes tradicionais como Toshiba e Texas Instruments. Com isso, a Micron teve alta de 70,8% em relação ao faturamento com semicondutores em 2012.

Na sexta posição está Toshiba (3,6% e US$ 11,4 bilhões), seguida por Texas Instruments (3,3% e US$ 10,5 bilhões), STMicroelectronics (2,6% e US$ 8 bilhões), Broadcom (2,5% e US$ 8 bilhões) e Renesas (2,5% e US$ 7,7 bilhões). Outros fabricantes concentraram 47,5% do mercado de semicondutores e somaram receita de US$ 315,4 bilhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor