UE mantém acordo com a Microsoft sobre aquisição do Skype

e-MarketingEmpresasGestão de RedesNegóciosRedesRedes Sociais

A União Europeia manteve a decisão em relação à aquisição do Skype pela Microsoft em 2011, rejeitando assim, a da Cisco Systems. Foi em maio de 2013 que  a Cisco contestou a aquisição da empresa de transmissão de vídeo e voz online pela Microsoft, dizendo que a Comissão Europeia cometeu um erro ao aprovar o acordo

A União Europeia manteve a decisão em relação à aquisição do Skype pela Microsoft em 2011, rejeitando assim, a da Cisco Systems.

Skype-Android-Tablet

Foi em maio de 2013 que  a Cisco contestou a aquisição da empresa de transmissão de vídeo e voz online pela Microsoft, dizendo que a Comissão Europeia cometeu um erro ao aprovar o acordo sem exigir concessões da Microsoft. A Cisco fez a sua contestação em conjunto com a provedora de telefones de linha fixa e via internet italiana e rival do Skype, a Messagenet SpA.

A Corte Geral da União Europeia, sediada em Luxemburgo, disse que “a aquisição do Skype pela Microsoft é compatível com o mercado interno. A fusão não restringe a competição no mercado de consumidores de comunicações via vídeo nem no mercado empresarial de comunicações via vídeo”. Desta forma, a posição da UE em relação a este caso manteve-se inabalável.

Tanto a Cisco como a Messagenet SpA  podem ainda apelar à Corte Europeia de Justiça da UE.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor