Anvisa escolhe GS1 para rastreamento de medicamentos

HOMENegócios

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu pelo uso da tecnologia de código de barras bidimensional GS1 DataMatrix, para rastrear os medicamentos desde a fabricação nos laboratórios até chegar às prateleiras das farmácias. Diferente do código de barras comum, que contém apenas o número de identificação do produto, o bidimensional armazena informações variáveis como

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu pelo uso da tecnologia de código de barras bidimensional GS1 DataMatrix, para rastrear os medicamentos desde a fabricação nos laboratórios até chegar às prateleiras das farmácias.

medicamentos brasil

Diferente do código de barras comum, que contém apenas o número de identificação do produto, o bidimensional armazena informações variáveis como lote, validade e número de série. O DataMatrix é o sistema responsável pela captura, armazenamento e transmissão eletrônica dos dados necessários para acompanhar o trajeto.

Com a nova codificação, é possível rastrear informações históricas e geográficas sobre o caminho percorrido pelos remédios, evitando ações fraudulentas como contrabando e falsificações. Segundo a Anvisa, cerca 20% dos medicamentos vendidos no Brasil são falsos.

O código vai permitir identificar fontes de desvios de qualidade e reduzir os custos logísticos dos fabricantes, além de ajudar a proteger os pacientes. O número do código de barras do produto, já utilizado, será incorporado à nova tecnologia.

“A preocupação com a segurança do paciente e a autenticidade dos medicamentos se torna cada vez mais presente em todo o mundo, e a rastreabilidade é uma ferramenta essencial para ajudar a enfrentar esta situação. A identificação única do item por meio do código de barras é a base do processo”, afirma o presidente da GS1 Brasil, João Carlos de Oliveira.

A GS1 Brasil, entidade de apoio a tecnologias de automação no país que reúne 57 mil empresas associadas, promovetreinamento e capacitação no uso de tecnologias de automação. As associadas atuam em cerca de 22 setores, como indústria, varejo, saúde e setores públicos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor