AT&T não tem intenção de comprar a Vodafone

Negócios

A AT&T – operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos – disse que não tinha intenções de comprar a Vodafone nos próximos seis meses.  Foi a própria AT&T que alimentou os rumores de que poderia estar interessada em um acordo com a Vodafone. O seu presidente-executivo, Randall Stephenson, chegou a dizer que havia uma “grande oportunidade” para investir

AT&T – operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos – disse que não tinha intenções de comprar a Vodafone nos próximos seis meses. 

Vodafone

Foi a própria AT&T que alimentou os rumores de que poderia estar interessada em um acordo com a Vodafone. O seu presidente-executivo, Randall Stephenson, chegou a dizer que havia uma “grande oportunidade” para investir em banda larga móvel na Europa.

Em um comunicado à bolsa de Londres, a operadora de telefonia móvel negou que estava planejando uma oferta. “A AT&T observa a recente especulação a respeito de uma potencial transação envolvendo a Vodafone”, disse a empresa. “Conforme pedido da comissão de aquisições, a AT&T confirma que não tem a intenção de fazer uma oferta pela Vodafone.”

Depois desta declaração, as ações da Vodafone caíam 5,4 por cento na bolsa de Londres, o que dava à empresa um valor de mercado de cerca de 107 bilhões de libras (424 bilhões de reais).

Robert Grindle, analista do Espírito Santo Investment Bank, disse que acredita que a AT&T tenha percebido que a Europa não é uma região fácil para entrar, com a forte competição pressionando os preços.

A AT&T é a segunda maior operadora dos Estados Unidos depois da Verizon Wireless. É a participação neste empreendimento conjunto que a Vodafone está vendendo por 130 bilhões de dólares (311 bilhões de reais).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor