Brasil está no top 10 dos países que mais hospedam phishing

Segurança

A WebSense divulgou o top dez das empresas que mais hospedam phishing no mundo. De acordo com o estudo, o Brasil fica colocado no último lugar da lista que é liderada pela China. Phishing são mensagens recebidas por e-mail que parecem legítimas – podem ser de bancos, promoções com ofertas aliciosas, entre outas – que tem como objetivo

A WebSense divulgou o top dez das empresas que mais hospedam phishing no mundo. De acordo com o estudo, o Brasil fica colocado no último lugar da lista que é liderada pela China.

thumb-1024220848-seguranca-ti-resized

Phishing são mensagens recebidas por e-mail que parecem legítimas – podem ser de bancos, promoções com ofertas aliciosas, entre outas – que tem como objetivo atrair vítimas para que cliquem em links ou anexos maliciosos e, assim infetam a maquina do usuário.

O estudo efetuado revelou o seguinte ranking: na primeira posição a China, seguida dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Canadá, Rússia, França, Hong Kong, Holanda e Brasil.

De acordo com o estudo, a percentagem de tentativas de phishing caiu para 0,5 por cento em 2013, contra 1,12 por cento em 2012. Estes resultados são positivos, mas as campanhas para atrair os usuários também se tornaram melhores e mais direcionadas.

Carl Leonard, gerente sênior de pesquisas de segurança da Websense, explico que “O phishing está evoluindo. Hoje, estamos vendo ataques contra contas bancárias para roubos em massa até o phishing direto, voltado para dados altamente valiosos e, agora, o phishing social, focado nas pessoas. Através de técnicas como a imitação de perfis sociais, os hackers conseguem o mínimo de informação necessária para obter um retorno maior – informações e dinheiro. O phishing pode parecer um problema de segurança com poucos riscos, mas não se engane. Com barreiras de entrada menores, o phishing normalmente sinaliza o início de um ataque altamente direcionado e bem definido que pode acabar roubando dados importantes”.

Essa é a primeira vez que a China e Hong Kong entram para a lista da WebSense sobre phishing. Os Estados Unidos costumavam ocupar o primeiro lugar da lista, mas desta vez perdeu o posto para a China.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor