CISCO antevê IoE como negócio de 4,6 bilhões de dólares

EmpresasGestão de RedesNegóciosRedes

O estudo foi avançado pela empresa norte-americana no CES. Segundo a Cisco, “este novo valor poderia ser conseguido através da poupança, do aumento da eficácia, da geração de novas receitas e da melhoria da prestação de serviços aos cidadãos”. Genericamente, a Internet of Everything consiste no valor que surge quando qualquer coisa se liga à

O estudo foi avançado pela empresa norte-americana no CES. Segundo a Cisco, “este novo valor poderia ser conseguido através da poupança, do aumento da eficácia, da geração de novas receitas e da melhoria da prestação de serviços aos cidadãos”.

cisco

Genericamente, a Internet of Everything consiste no valor que surge quando qualquer coisa se liga à rede. Neste conjunto de coisas, a conexão pode ser feita em rede entre processos, dados, coisas e pessoas e, neste sentido, a mobilidade crescente, a emergência do cloud computing e ainda a crescente importância do big data tudo combinado têm importância para permitir este conceito de IoE.

Nesta intervenção, a Cisco revelou ainda que as cidades mundiais têm potencial para conseguir 1,9 bilhões de dólares com recurso à IoE já na próxima década. Tudo depende da capacidade de implementação de apps e de infraestruturas como edifícios inteligentes, com capacidade para gerar cem bilhões de dólares.

Os estacionamentos inteligentes (41 bilhões de dólares) também são um negócio importante, em  que aqui há a possibilidade de se providenciar a visibilidade em tempo real e útil sobre a disponibilidade de lugares na cidade e ainda investir na gestão das águas municipais, o que pode gerar até 39 bilhões de dólares “através da conexão dos contadores de água particulares a uma rede IP que forneça remotamente toda a informação de utilização, bem como do estado da canalização.”

A Cisco é a líder mundial em TI que ajuda as organizações a tirarem partido das oportunidades do futuro, “mostrando os benefícios que podem existir quando pessoas, processos, dados e objetos se conectam à Internet.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor