Dell fará cortes profundos nos números de sua força de trabalho

HOME

A Dell pretende demitir até 30% de seu quadro de funcionários de vendas e marketing na região que compreende Europa, Oriente Médio e África (EMEA). 20% da equipe das mesmas áreas nos Estados Unidos será cortada. A notícia foi publicada pelo britânico The Register, que ouviu fontes próximas à empresa norte-americana. O Register tem reputação

A Dell pretende demitir até 30% de seu quadro de funcionários de vendas e marketing na região que compreende Europa, Oriente Médio e África (EMEA). 20% da equipe das mesmas áreas nos Estados Unidos será cortada.

Dell Europa

A notícia foi publicada pelo britânico The Register, que ouviu fontes próximas à empresa norte-americana. O Register tem reputação sólida na apuração de notícias dos bastidores da indústria.

Não foi revelado o número exato de profissionais que serão cortados em toda base de funcionários da empresa, que atualmente compreende 111,3 mil pessoas, nem quando os cortes acontecerão.

Em comunicado, a Dell não confirmou nem desmentiu as demissões, afirmando apenas que continuamente avalia e implementa oportunidades para melhorar a eficiência operacional e alocar seus recursos. “Quando necessário, vamos continuar a tomar decisões difíceis para ajudar a garantir o nosso sucesso a longo prazo – algumas dessas decisões podem afetar a nossa força de trabalho”, declarou a empresa.

Após gastar US$ 24,9 bilhões para fechar seu capital, a empresa tem vigorosamente tentado reverter a crise em que se encontra. Recentemente, foi oferecido um programa de demissão voluntária, para enxugar os custos da operação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor