Entrada no mercado chinês valoriza LinkedIn em 8 por cento

e-MarketingHOMENegócios

As ações do site de relacionamentos profissionais LinkedIn subiram mais de 8% na bolsa eletrônica Nasdaq. A valorização foi impulsionada pela notícia de que a empresa está ingressando formalmente no mercado da China, onde conta atualmente com mais de 4 milhões de membros. Os papéis abriram o pregão em alta de 7%, negociados a US$

As ações do site de relacionamentos profissionais LinkedIn subiram mais de 8% na bolsa eletrônica Nasdaq. A valorização foi impulsionada pela notícia de que a empresa está ingressando formalmente no mercado da China, onde conta atualmente com mais de 4 milhões de membros.

Linkedin hq

Os papéis abriram o pregão em alta de 7%, negociados a US$ 217,56, e chegaram a ser cotados a US$ 234,34 na parte da tarde, com aumento de 8,5%.

O pico de valorização aconteceu quando foi anunciada a contratação de Derek Shen como presidente do LinkedIn China. Shen é ex-fundador e ex-CEO da Nuomi, empresa local de ofertas de compras coletivas, que funciona nos moldes do Groupon.

“A vasta experiência de Derek com a internet chinesa o posiciona muito bem para conduzir nossos esforços para explorar o que faz mais sentido para o LinkedIn, nossos membros e clientes na China”, afirmou em comunicado Joseph Roualdes, representante do LinkedIn.

O LinkedIn estudava uma entrada formal na China há anos. Sem o website, funcionando apenas com o aplicativo mobile, a rede conseguiu atrair a atenção dos chineses. Isso ajudou a quebrar a resistência do governo do país, que tem posicionamento firme perante empresas ocidentais de mídias sociais que querem operar no território.

Na falta de representação formal do LinkedIn, rivais locais, como Tianji, Dajie e Ushi, tentaram preencher o vácuo. Mas a presença global da rede social profissional, e consequentemente o entendimento de sua importância por parte das grandes indústrias chinesas, podem reforçar a posição do LinkedIn como candidato a líder no rentável mercado da China.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor