Fundador do Twitter lança app de rede social visual

HOMEMobilidade

Biz Stone, co-fundador do Twitter, revelou seu mais novo projeto: um serviço de perguntas e respostas que conta com o conhecimento dos amigos para funcionar. O Jelly é como se fosse um mecanismo de busca humano. Ao submeter uma pergunta, sempre acompanhada de uma imagem, o usuário recorre à sua rede de relacionamento para obter

Biz Stone, co-fundador do Twitter, revelou seu mais novo projeto: um serviço de perguntas e respostas que conta com o conhecimento dos amigos para funcionar.

Biz-Stone

O Jelly é como se fosse um mecanismo de busca humano. Ao submeter uma pergunta, sempre acompanhada de uma imagem, o usuário recorre à sua rede de relacionamento para obter a resposta. O aplicativo funciona em dispositivos móveis.

A pergunta se espalha de forma orgânica pela rede. Se um amigo não sabe a resposta, ele passa a dúvida adiante para seu círculo de contatos, expandindo a abrangência e a chance de obter uma resposta satisfatória.

A grande sacada do Jelly é o elemento de jogo social: as perguntas aparecem em um feed, podendo ser selecionadas de acordo com a vontade do usuário. Caso não saiba a resposta, a pessoa passa para a próxima, sucessivamente. É como “pedir ajuda aos universitários” do Show do Milhão, de Silvio Santos, em uma comparação simplificada.

A ideia é que, acompanhadas das imagens, as questões sejam curtas e diretas. Segundo Stone, o Jelly não é um app para estimular longas discussões, mas uma forma rápida de acessar o conhecimento coletivo. O intuito não é substituir os mecanismos de busca tradicionais, baseados em algoritmos, mas andar em paralelo com eles, dando contexto e experiência humana às respostas.

Disponível para iOS e Android, o app pode ser acessado aqui.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor