Information Builders anuncia tendêndias de Big Data para 2014

Big DataData StorageEmpresasNegócios

A Information Builders lançou sete tendências para 2014 sobre Big Data. A companhia prevê inúmeras alterações para o “mundo dos dados”. A primeira tendência está diretamente relacionada com o uso do termo “Big Data”. A companhia prevê que até ao final do próximo ano este termo deixe de ser utilizado e, que voltemos a chamá-lo de

A Information Builders lançou sete tendências para 2014 sobre Big Data. A companhia prevê inúmeras alterações para o “mundo dos dados”.

updateyoubussines

A primeira tendência está diretamente relacionada com o uso do termo “Big Data”. A companhia prevê que até ao final do próximo ano este termo deixe de ser utilizado e, que voltemos a chamá-lo de dados históricos;

A segunda tendência aponta para que 2014 será o ano dos aplicativos. Haverá um aumento significativo no uso de apps analíticas em comparação com o emprego de ferramentas tradicionais de análise de informação.

Os analistas preveem o surgimento de aplicativos leves, interativos, orientados para o negócio e fáceis de usar.

Segue-se o advento das máquinas. Em 2014, os dados criados por máquinas começam a ganhar mais relevância e vão crescer mais rápido do que qualquer outra fonte de Big Data utilizada para fins analíticos. Os setores que mais vão notar esta mudança são a indústria de manufatura e a saúde.

A quarta  tendência aponta para que o gestor de dados seja o próximo posto de trabalho em evidência. O cargo de “Data Scientist” vai ganhar ênfase no próximo ano.

O crescimento da “data discovery” será outra das tendências para o próximo ano. As ferramentas de “data discovery” têm crescido nos últimos anos, mas os usuários desconhecem como manipular estas ferramentas para obter os dados/resultados esperados.

A sexta tendência vai para a qualidade dos dados e o crescimento abrupto destes. Em 2014, o foco sobre a qualidade dos dados vai intensificar-se de maneira notável.

Por última, a convergência analítica: a convergeência da análise preditiva, a “data discovery”, os sistemas de informação geográfica (SIGs) e outras soluções de Analytics comandarão a nova era da automatização analítica.

O crescimento rápido de dados dificulta o trabalho dos analistas. Graças à convergência da análise estatística com as funcionalidades de ETL e extração de dados, os analistas poderão fazer uso da precisão da análise preditiva para discernir quais conjuntos de dados devem extrair.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor