Lenovo anuncia reestruturação após compra da Motorola

HOMENegócios

A chinesa Lenovo, que em menos de sete dias adquiriu o negócio de dispositivos móveis da Motorola e a divisão de servidores da IBM, fará uma reestruturação organizacional, criando quatro divisões empresariais. A reorganização do grupo, que entrará em vigor a partir de 1º de abril, consiste na criação de uma divisão de PCs, outra

A chinesa Lenovo, que em menos de sete dias adquiriu o negócio de dispositivos móveis da Motorola e a divisão de servidores da IBM, fará uma reestruturação organizacional, criando quatro divisões empresariais.

lenovo-hq

A reorganização do grupo, que entrará em vigor a partir de 1º de abril, consiste na criação de uma divisão de PCs, outra de dispositivos móveis, uma unidade voltada à vendas corporativas e um grupo de cloud computing, que fornecerá conteúdo e serviços para sua base global de clientes.

A nova segmentação interna da empresa permitirá um foco mais intensificado de atuação, tirando o máximo proveito das aquisições recentes, que somaram mais de US$ 5 bilhões. Essa também é uma tática de sobrevivência frente à desaceleração do mercado de PCs.

A mudança mostra uma clara mudança de paradigma da chinesa. Tirando o peso da operação de PCs, que tende a encolher nos próximos anos, a aposta para o futuro está nos dispositivos móveis e servidores, que são a espinha dorsal dos crescentes serviços em nuvem.

O grupo de negócios corporativos será liderado por Gerry Smith, chefe das operações da América do Norte e América Latina da Lenovo. A companhia afirmou que esse grupo vai integrar o negócio de servidores low-end da IBM.

A Lenovo, que comprou a divisão de PCs da IBM em 2005, tornou-se a maior fabricante mundial de PCs em unidades vendidas no ano passado, superando a HP. Ainda assim, a empresa está tentando encontrar novas fontes de receita, em razão da fraca demanda no mercado de PCs tradicionais.

O grupo empresarial de PCs da fabricante será chefiado por Gianfranco Lanci, atual chefe de operações na Europa. Liu Jun, que lidera a unidade de produtos de consumo, irá supervisionar o novo grupo de negócios móveis, os smartphones e tablets.

Peter Hortênsio, que lidera o negócio de PCs para escritórios, se tornará diretor de tecnologia. Já o CEO Yang Yuanqing continua no comando geral da companhia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor