Lenovo arremata divisão de servidores da IBM

Business IntelligenceCloudData StorageEscritórioHOMENegócios

A Lenovo, maior fabricante de PCs do mundo e líder de mercado no Brasil, fez a maior aquisição já feita por uma empresa chinesa de tecnologia: por US$ 2,3 bilhões a empresa comprou a unidade de servidores da IBM. A transação envolve US$ 2,07 bilhões em dinheiro vivo e o restante em ações da fabricante

A Lenovo, maior fabricante de PCs do mundo e líder de mercado no Brasil, fez a maior aquisição já feita por uma empresa chinesa de tecnologia: por US$ 2,3 bilhões a empresa comprou a unidade de servidores da IBM.

ibm-servers

A transação envolve US$ 2,07 bilhões em dinheiro vivo e o restante em ações da fabricante de PCs. A Lenovo ganhou projeção mundial quando, em 2005, comprou a divisão de computadores da Big Blue por US$ 1,75 bilhão.

As empresas tem um bom relacionamento comercial. A Lenovo é o provedor preferencial de computadores pessoais para os clientes da IBM, e o mesmo deve acontecer com os servidores x86 necessários para rodar localmente as soluções IBM.

Com a aquisição, a Lenovo poderá diversificar sua matriz de receitas, com fôlego extra para enfrentar as dificuldades do mercado de computadores pessoais.

Com o forte investimento em dispositivos móveis e hardware de armazenamento maciço de dados, a empresa terá uma linha completa de equipamentos, que vai dainfraestrutura básica para empresas até a mão do consumidor final.

Para a IBM, a venda representa um passo importante. Com margens baixas, o negócio de servidores foge do core business da empresa, que hoje é baseado em software e serviços mais rentáveis, como computação em nuvem e Big Data.

Com a competição feroz do mercado de servidores se intensificando, inclusive com a entrada de servidores ARM mais baratos no jogo, o movimento da IBM faz sentido. Para a Lenovo, que tem uma escala de produção gigantesca, será possível oferecer as máquinas a preços muito atraentes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor