Lucro da Intel cai 13 por cento em 2013

Negócios

A Intel, maior fabricante mundial de semicondutores, encerrou o ano de 2013 com lucro líquido de US$ 9,6 bilhões, resultado 13% menor que os US$ 11 bilhões do ano anterior. O anúncio caiu como uma bomba no mercado de ações: os papéis da empresa desvalorizaram 3,61%, no fechamento da Nasdaq. A receita total da companhia,

A Intel, maior fabricante mundial de semicondutores, encerrou o ano de 2013 com lucro líquido de US$ 9,6 bilhões, resultado 13% menor que os US$ 11 bilhões do ano anterior. O anúncio caiu como uma bomba no mercado de ações: os papéis da empresa desvalorizaram 3,61%, no fechamento da Nasdaq.

intel fachada 2

A receita total da companhia, por sua vez, apresentou ligeiro aumento de 1%, totalizando US$ 53,3 bilhões, ante US$ 52,7 bilhões, na mesma base de comparação.

No último trimestre do ano, a fabricante registrou forte retomada, com lucro líquido de US$ 2,6 bilhões, o que representou crescimento de 6% em relação ao mesmo período de 2012, em que foram registrados US$ 2,5 bilhões. Nem mesmo a melhora da margem bruta da empresa, que foi de 58% para 64%, foi suficiente para animar os investidores.

A divisão de PCs foi o que mais gerou receita para a companhia em 2013, (US$ 33 bilhões), mas retraiu 4% em relação a 2012. A divisão de data centers foi a única a obter crescimento real, de 7%, faturando US$ 11,2 bilhões. Já o grupo de outras arquiteturas de chips fechou o ano com o montante de US$ 4,1 bilhões, o que representa queda de 7% na comparação com 2012.

“Tivemos um bom quarto trimestre, com sinais de estabilização do segmento de PCs e crescimento financeiro em relação ao ano passado”, afirmou em nota Brian Krzanich, CEO da Intel.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor