Mudanças no Google+ e Gmail levantam preocupações

e-MarketingEmpresasNegóciosRedes Sociais

Uma nova funcionalidade no Gmail da Google resulta que os usuários possam receber e-mails de pessoas com quem nunca partilharam os seus endereços e está levantando preocupações nos advogados especializados em privacidade. A mudança alarga a lista de contactos disponível para os usuários do Gmail para que inclua tanto endereços de e-mail dos seus contactos

Uma nova funcionalidade no Gmail da Google resulta que os usuários possam receber e-mails de pessoas com quem nunca partilharam os seus endereços e está levantando preocupações nos advogados especializados em privacidade.

Google+

A mudança alarga a lista de contactos disponível para os usuários do Gmail para que inclua tanto endereços de e-mail dos seus contactos existentes, como de pessoas da rede social Google+. Como tal, as pessoas podem enviar e-mails diretamente a amigos ou estranhos que usam a rede social da Google.

A gigante dos motores de busca está, cada vez mais, a tentar integrar o Google+, uma rede social com dois anos e meio que tem 540 milhões de usuários ativos (o Facebook, em outubro de 2013, tinha mais de um bilhão de usuários ativos por mês e 728 milhões por dia), com outros serviços. Quando os consumidores se inscrevem no Gmail, automaticamente recebem uma conta no Google+.

A Google afirma que a nova funcionalidade facilita as pessoas que usam ambos os serviços para comunicar com os seus amigos. “Alguma vez começou a escrever um e-mail para alguém apenas para perceber a meio do rascunho que não tinham trocado endereços?”, disse a empresa num post no seu blog. “Está com sorte porque agora é mais fácil para as pessoas usarem o Gmail e o Google+ conectados no e-mail”.

A empresa explica que os usuários que não desejem receber e-mails de outras pessoas no Google+ podem mudar as definições para que recebam mensagens apenas de pessoas que adicionaram à sua rede de amigos ou mesmo de ninguém da rede social. Alguns advogados especializados em políticas de privacidade referem que a Google devia ter feito a nova funcionalidade “opt-in”, o que significa que os utilizadores deviam, explicitamente, concordar receber mensagens de outros usuários do Google+ em vez de ser terem de mudar manualmente a funcionalidade.

A Google explicou que a nova funcionalidade não vai expor os endereços de e-mail dos usuários do Google+ a estranhos. E-mails de estranhos no Google+ vão ser enviados para uma secção especial dentro da caixa de entrada que separa mensagens de amigos dos outros contactos. Se o destinatário não responder à mensagem, o Gmail bloqueia qualquer futura mensagem desse remetente.

Uma representante da Google refere que a companhia planeja enviar um e-mail a todos os usuários do Google+ nos próximos dois dias a alertar da mudança e onde explica como podem mudar as definições.

A exceção nesta nova funcionalidade são as celebridades no Google+, seguidos por um grande número de fãs. De acordo com a mesma representante, as contas Gmail de tais figuras públicas não vão receber e-mails de outros utilizadores do Google+.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor