Startup brasileira Bliive alcança mais de 50 países

EmpresasNegóciosStartup

Criada em agosto do ano passado, a startup brasileira Bliive já está disponível em 51 países. A plataforma online gratuita possibilita trocar experiências entre seus participantes, utilizando como moeda o tempo. Todos os que tenham tempo livre podem usá-lo para fornecer determinado serviço ou ensinar algo. Assim é criado um ‘banco de tempo’, pelo qual

Criada em agosto do ano passado, a startup brasileira Bliive já está disponível em 51 países. A plataforma online gratuita possibilita trocar experiências entre seus participantes, utilizando como moeda o tempo.

L

Todos os que tenham tempo livre podem usá-lo para fornecer determinado serviço ou ensinar algo. Assim é criado um ‘banco de tempo’, pelo qual é possível trocar o serviço oferecido por um valor em TimeMoney (moeda de troca do Bliive). O valor acumulado pode ser usado para trocar por serviço oferecido dentro da rede.

Desde agosto de 2013 – data da fundação da empresa – até janeiro deste ano, já foram realizadas 609 trocas, com mais de 21 mil horas oferecidas.

A CEO e cofundadora da empresa, Lorrana Scarpioni, explicou que “O Bliive tem como objetivo revolucionar a ideia de valor, propor uma alternativa ao sistema que existe hoje e mostrar, na prática, que todos têm importância e algo a acrescentar. Independentemente do seu saldo bancário, qualquer um, com um pouco de tempo, pode viver experiências, crescer e conquistar junto”.

O Bliive oferece uma plataforma corporativa, na qual as organizações que tenham interesse em uma rede de colaboração interna para seus profissionais, podem contratar o serviço.

“Além de promover a integração, o Bliive, para organizações, contribui com o consumo colaborativo e o crescimento pessoal por meio da troca de conhecimento, habilidades, serviços, objetos e ajuda”, diz a CEO.

A executiva procura agora investidores para comercializar a ideia. “A rede possibilita trocas de tempo para o ambiente interno de empresas que querem promover a integração e colaboração entre funcionários e descobrir quais são seus talentos e interesses”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor