Ações do Facebook caem após compra do WhatsApp

e-MarketingNegóciosRedesRedes SociaisVoIP

As ações do Facebook na Europa caíram 2,9 por cento, depois de ter sido anunciada a compra da empresa de mensagens WhatsApp por 19 bilhões de dólares. De acordo com o “Wall Street Journal”, a transação, que representa o quinto maior negócio de tecnologia de todos os tempos, tem empurrado o setor de fusões e

As ações do Facebook na Europa caíram 2,9 por cento, depois de ter sido anunciada a compra da empresa de mensagens WhatsApp por 19 bilhões de dólares.

mark-zuckerberg-zwyczajnie-niezwyczajny-28203_l

De acordo com o “Wall Street Journal”, a transação, que representa o quinto maior negócio de tecnologia de todos os tempos, tem empurrado o setor de fusões e aquisições em tecnologia para o seu valor mais elevado do ano até hoje.

O negócio é a sétima megaoperação com valor acima de dez bilhões de dólares a ser anunciada este ano. É também o maior negócio na história do Facebook.

Segundo a Dealogic, é a maior operação de fusões e aquisições desde a compra de 21,1 bilhões de dólares pela Silver Lake, referente a uma participação de 84,7 por cento na Dell em fevereiro de 2013.

Os acionistas já reagiram. Os papéis da empresa caíram 4,8 por cento, cerca de 64,80 dólares e apresentaram baixa na Europa, na Bolsa de Frankfurt.

No entanto, enquanto os investidores até agora têm vendido suas ações, o negócio tem encontrado apoio entre os analistas.

Analistas do Goldman Sachs disseram: “Nós acreditamos que a aquisição faz sentido estratégico, na medida em que o Facebook continua a construir o seu microcosmo de aplicativos, que vai ajudar a impulsionar maiores envolvimento e participação de tempo gasto dos usuários, com o WhatsApp funcionando como um app móvel separado que uma rápida comunicação móvel-móvel e com uma forte presença internacional”.

Da mesma forma, os analistas do Morgan Stanley estão otimistas: “O WhatsApp representa a adição de mais de um milhão de usuários registrados por dia, e o Facebook acredita que o volume de mensagens do WhatsApp está se aproximando de todo o volume de SMS trocados mundialmente”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor