Diretor do Chrome OS diz que PCs convencionais não vão desaparecer

ChromebookEmpresasEscritórioNegóciosPCSoftware

Felix Lin, Diretor de parcerias do Chrome OS disse esta semana, em entrevista à Folha de São Paulo, que os PCs convencionais não vão desaparecer. O executivo defendeu que o custo de manutenção é praticamente nulo em laptops com o Chrome OS, os chamados Chromebooks. Dell, HP, Lenovo e Samsung são algumas das empresas que

Felix Lin, Diretor de parcerias do Chrome OS disse esta semana, em entrevista à Folha de São Paulo, que os PCs convencionais não vão desaparecer.

chromebook-google-microsoft-scroogledO executivo defendeu que o custo de manutenção é praticamente nulo em laptops com o Chrome OS, os chamados Chromebooks. Dell, HP, Lenovo e Samsung são algumas das empresas que têm o notebook movido à Google no mercado.

O representante disse que o preço será um dos principais fatores que influenciarão os usuários à migrarem dos computadores com Windows e MacOS para um sistema operacional baseado na internet.

“Assim como os mainframes não desapareceram, o PC não vai desaparecer. Certamente há pessoas que precisam de PCs, mas, para a vasta maioria das coisas, os Chromebooks são mais simples e têm menos chateação”, declarou Lin.

O diretor de parcerias para o sistema operacional de cloud do Google disse ainda que “em mercados emergentes, como o Brasil, a proposta dos Chromebooks é particularmente forte. O custo total é o fator mais importante: mesmo que o hardware não seja tão caro, o custo de mantê-lo rodando, de treinar pessoas para usá-lo, de atualizações de software está fazendo escolas usarem o Chromebook”.

Felix Lin acredita que os Chromebooks deverão valer-se da simplicidade para vencer a batalha contra PCs convencionais. “Mesmo a duração da bateria, a qual invariavelmente piora com o tempo, é aumentada com as frequentes atualizações de sistema que fazemos a cada seis semanas ou menos”, aponta o executivo.

Segundo estudo da FutureSource, o Chrome OS foi embarcado em 20% de todos os computadores adquiridos por escolas americanas em 2013.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor