Dolby leva áudio de cinema aos dispositivos móveis

MobilidadeNegócios

A Dolby desenvolveu algoritmos especiais que oferecem som surround em fones comuns, que podem ser ligados a smartphones ou tablets. Há algum tempo, o som surround só podia ser ouvido nas melhores salas de cinema. A adoção dos sistemas domésticos de áudio 5:1 levou a qualidade do som de cinema até a sala de estar.

Especial BR

A Dolby desenvolveu algoritmos especiais que oferecem som surround em fones comuns, que podem ser ligados a smartphones ou tablets.

Dolby ATMOS (1)

Há algum tempo, o som surround só podia ser ouvido nas melhores salas de cinema. A adoção dos sistemas domésticos de áudio 5:1 levou a qualidade do som de cinema até a sala de estar.

A Dolby, uma das responsáveis pelo desenvolvimento dessa tecnologia imersiva, mostrou no Mobile World Congress de Barcelona o novo sistema surround Atmos, desenvolvido para dispositivos móveis.

A empresa desenvolveu algoritmos especiais que recriam digitalmente um som envolvente, com simulação realista de multicanais que pode ser experimentada mesmo com fones convencionais estéreo.

O Atmos é, basicamente, um sistema de decodificação e simulação de áudio que suporta até 128 canais simultâneos, com ambiência que faz, por exemplo, parecer que a chuva está caindo no teto. Utilizando algoritmos que operam num chip processador de áudio dedicado ou num núcleo de processador ARM, a conseguiu criar um efeito que faz o cérebro acreditar que o som é 3D.

O stand da Dolby no MWC oferece uma demonstração do funcionamento da sua tecnologia Atmos num tablet, produzindo uma experiência áudio impressionante.

A empresa norte-americana não especificou quando a tecnologia estará disponível nos aparelhos móveis. Nem sequer confirmou se a marca Atmos, utilizada em equipamentos de áudio domésticos, será realmente usada. A Dolby assegura que depende dos seus parceiros (Nokia, Microsoft e Amazon) para implementar a tecnologia nos dispositivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor