Mt. Gox chega ao fundo do poço

CyberwarEmpresasNegóciosSegurança

A empresa de câmbio de bitcoins Mt. Gox declarou hoje falência, mas fontes internas disseram que a queda já havia começado há quase um ano. A decadência da empresa japonesa começou quando ela se viu envolta em processos por parte de reguladores, quando perdeu antigos parceiros de negócios e culminou quando a companhia foi alvo

A empresa de câmbio de bitcoins Mt. Gox declarou hoje falência, mas fontes internas disseram que a queda já havia começado há quase um ano.

mt gox

A decadência da empresa japonesa começou quando ela se viu envolta em processos por parte de reguladores, quando perdeu antigos parceiros de negócios e culminou quando a companhia foi alvo de inúmeros ataques de crackers.

A queda da Mt. Gox revelou as dificuldades que a comunidade bitcoin enfrenta, enquanto tenta harmonizar os seus ideais liberais com as regulações severas exigidas aos serviços financeiros, e com as necessidade dos clientes em ter um serviço confiável.

A Mt. Gox, que já foi a maior empresa de câmbio de bitcoin do planeta, entrou com pedido de concordata no início desta sexta-feira (28/02), alegando que perdeu o equivalente a quase US$ 500 milhões em moedas virtuais, devido a ataques aos seus sistemas de transações.

Mark Karpeles, CEO da empresa, em declaração à imprensa japonesa, admitiu que fragilidades no sistema custaram à empresa cerca de 850 mil bitcoins, sendo 750 mil de clientes e 100 mil da própria companhia.

Promotores públicos norte-americanos intimaram a Mt. Gox e outros negócios de bitcoins, para averiguação da lisura das operações. Uma das acusações é que parte das moedas negociadas estariam ligadas à transações do mercado negro e também seriam usadas para lavagem de dinheiro.

Ao contrário do dinheiro tradicional, que tem lastro financeiro de nações estabelecidas, a bitcoin é uma unidade monetária digital sem controle centralizado, onde a veracidade das operações é controlada coletivamente pelos usuários, que utilizam um sistema descentralizado de processamento para validação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor