Operações com cartões cresceram quase 28% no ano passado

HOMENegócios

Levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) apontou que o “dinheiro de plástico” representou, em média, 28% do consumo total no Brasil. Os brasileiros utilizaram 17,8% mais cartões de crédito e de débito durante o ano passado na comparação com 2012. O volume relativo a essas transações somou

Levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) apontou que o “dinheiro de plástico” representou, em média, 28% do consumo total no Brasil.

pagamento contactless

Os brasileiros utilizaram 17,8% mais cartões de crédito e de débito durante o ano passado na comparação com 2012. O volume relativo a essas transações somou R$ 853 bilhões em 2013.

Os cartões de crédito tiveram alta de 15,3% em 2013, em relação a 2012, totalizando R$ 553 bilhões. As transações feitas com cartão de débito totalizaram R$ 300 bilhões, alta de 22,5%, na mesma base de comparação. Houve alta de 14% nas transações dos dois tipos de cartões, um total de 9,3 bilhões de usos.

No último trimestre do ano passado, o percentual de uso dos cartões alcançou, pela primeira vez, 30% da movimentação financeira no país. O crescimento também é reflexo da maior quantidade de terminais que aceitam essa modalidade de pagamento: o número pulou de 3,5 milhões de terminais no primeiro semestre do ano passado para 3,8 milhões no segundo semestre.

Para Marcelo Noronha, presidente da Abecs, o pagamento por meio de cartões é crescente no país. “Você chega numa banca de jornal, na feira, na praia e quer pagar com cartão”, disse. Para ele, a perspectiva para 2014 é de crescimento ainda maior. As transações com cartões de crédito e de débito sobem para R$ 1 trilhão, o que representa uma alta de 17,1%. “A tendência é uma penetração ainda maior em todos os países, mas ainda no Brasil, onde o setor investiu fortemente na captura”, afirmou.

A maioria das novas “maquininhas de cartão” está saindo de fábrica preparadas para o uso de cartões contactless, que funcionam por proximidade, sem necessidade de inserção para leitura do chip. Mesmo com os cartões já sendo emitidos pelos bancos, ainda não foi feito muito alarde, pois a tecnologia está em estágio inicial de implantação, inclusive nos caixas eletrônicos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor