Abuso da NSA pode ter custado US$ 41 bi à indústria

CloudCyberwarEmpresasHOMENegóciosSegurança

O escândalo internacional deflagrado com as denúncias feitas pelo ex-colaborador da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, Edward Snowden, deixou uma cicatriz profunda nas finanças de empresas de TI norte-americanas. Conforme apurou o New York Times, o fato causou uma corrida de clientes para empresas de tecnologia da Europa e América do Sul,

O escândalo internacional deflagrado com as denúncias feitas pelo ex-colaborador da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, Edward Snowden, deixou uma cicatriz profunda nas finanças de empresas de TI norte-americanas.

nsa janela

Conforme apurou o New York Times, o fato causou uma corrida de clientes para empresas de tecnologia da Europa e América do Sul, se distanciando de fornecedores dos EUA, muitos deles suspeitos de colaborar secretamente com o programa de vigilância da NSA.

De acordo com publicado, além das consequências políticas e diplomáticas, o vazamento das operações secretas feito por Snowden, causaram prejuízo econômico expressivo.

Segundo analistas ouvidos pelo jornal, ainda não é possível verificar a extensão dos danos econômicos causados pela espionagem, pois para a maioria das empresas os contratos plurianuais ainda estão vigentes. Mas não há dúvida de que as empresas estrangeiras estão questionando a confiabilidade de produtos e tecnologias norte-americanas.

Segundo a Forrester Research, empresa de pesquisas na área de tecnologia, as perdas podem chegar a mais de US$ 41 bilhões, ou 25% da receita da indústria, com base no tamanho das empresas de cloud computing, web hosting e de outsourcing.

“Estamos ouvindo de clientes, especialmente clientes corporativos globais, que se importam mais do que nunca sobre o local onde o seu conteúdo é armazenado e como ele é usado e protegido”, disse John E. Frank, advogado-geral adjunto da Microsoft. Segundo ele, para afastar qualquer receio, a empresa tem divulgado que os clientes podem escolher armazenar seus dados em data centers da Microsoft em vários países.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor