Box revela que irá a IPO

CloudNegócios

A empresa de armazenamento cloud Box submeteu a aguardada oferta pública inicial à Comissão norte-americana de Segurança e Comércio, revelando que pretende levantar até US$ 205 milhões no negócio. A empresa confirmou as suas intenções numa publicação do Twitter e o seu S-1, um documento exigido a todas as empresas que se queiram alistar publicamente, já foi publicado pela

A empresa de armazenamento cloud Box submeteu a aguardada oferta pública inicial à Comissão norte-americana de Segurança e Comércio, revelando que pretende levantar até US$ 205 milhões no negócio.

box

A empresa confirmou as suas intenções numa publicação do Twitter e o seu S-1, um documento exigido a todas as empresas que se queiram alistar publicamente, já foi publicado pela Comissão.

A Box alistou-se na Bolsa de Valores de Nova Iorque e conta com a colaboração dos bancos Morgan Stanley, Credit Suisse e JP Morgan Chase.

Já em Janeiro, a Box tinha submetido um S-1 à Comissão, aproveitando a regulação JOBS que permitia que qualquer empresa com receitas inferiores a US$ 1 bilhão pudessem redigir uma primeira proposta para uma eventual IPO.

De acordo com o mais recente S-1, a Box gerou US$ 124,2 milhões em receitas no ano passado, mas os prejuízos que sofreu também aumentaram, compreendendo-se as suas perdas entre US$ 112,6 milhões e US$ 168,6 milhões. As perdas se referem aos custos operacionais crescentes.

A Box está ciente da intensa competição que se regista no setor do armazenamento cloud, com a GoogleDrive, o OneDrive da Microsoft e a Dropbox competindo para defender suas fatias de mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor