Crise faz Sony vender antigo edifício-sede por US$ 156 milhões

HOMENegócios

A Sony fechou a venda do prédio de sua antiga sede, localizada no centro de Tóquio, no Japão, para a incorporadora japonesa Sumitomo Realty & Development, empresa do Grupo Sumitomo, por 16,1 bilhões de ienes (ou US$ 156 milhões). O negócio foi concretizado em apenas uma semana, quando a Sony revelou interesse em se desfazer

A Sony fechou a venda do prédio de sua antiga sede, localizada no centro de Tóquio, no Japão, para a incorporadora japonesa Sumitomo Realty & Development, empresa do Grupo Sumitomo, por 16,1 bilhões de ienes (ou US$ 156 milhões). O negócio foi concretizado em apenas uma semana, quando a Sony revelou interesse em se desfazer do imóvel.

sony_building tokyo

Segundo comunicado, a venda do edifício para a Sumitomo Realty & Development injetará cerca de 10 bilhões de ienes (ou US$ 97 milhões) em seu lucro operacional no próximo trimestre.

O prédio que está sendo vendido, que serviu como sede da empresa de 1990 a 2007, abriga atualmente o negócio médico da Sony, bem como várias outras operações não relacionadas com eletrônicos de consumo.

A Sony vem em uma forte onda de vendas de ativos da Sony para se recuperar frente às perdas da sua divisão de eletrônicos de consumo. No início do ano passado, a companhia também vendeu seu edifício-sede em Manhattan, Nova York, por US$ 1 bilhão e um prédio de escritórios em Tóquio, por US$ 1,2 bilhão.

O plano de reestruturação ainda envolve uma redução de 5 mil postos de trabalho em todo o mundo, até março de 2015, além da venda de seu negócio de computadores pessoais .


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor