Europa quer acabar com a farra dos “freemium”

HOMEMobilidadeSoftware

A Comissão Europeia está se reunindo com representantes da indústria de games online para discutir as crescentes preocupações com jogos que se apresentam como grátis, mas oferecem compras dentro do aplicativo. Grupos de consumidores da Dinamarca, Inglaterra, Itália e Bélgica acionaram as entidades reguladoras dos respectivos países, o que motivou a comissão a convocar a

A Comissão Europeia está se reunindo com representantes da indústria de games online para discutir as crescentes preocupações com jogos que se apresentam como grátis, mas oferecem compras dentro do aplicativo.

Candy-Crush-Saga

Grupos de consumidores da Dinamarca, Inglaterra, Itália e Bélgica acionaram as entidades reguladoras dos respectivos países, o que motivou a comissão a convocar a indústria para definir regras mais claras. Além de proteger o interesse dos consumidores, a prioridade é prevenir que crianças sejam atraídas pelo apelo dos aplicativos.

A principal preocupação é que jogos são frequentemente classificados como “grátis para download”, mas não são “grátis para jogar”, com compras automaticamente debitadas de um cartão de crédito registrado. Mais da metade dos games online da União Europeia são anunciados como “grátis”, disse a Comissão, apesar de muitos esconderem seus custos.

“Enganar consumidores é claramente um modelo de negócio equivocado e também vai contra o espírito das regras da União Europeia na proteção ao consumidor”, disse a comissária de Justiça da UE, Viviane Reding.

O popular Candy Crush Saga é um dos exemplos mais emblemáticos desse tipo de jogo. Apesar de grátis, é impossível progredir sem gastar. Com quase 8 milhões de usuários ativos diários, o app fatura mais de US$ 800 mil por dia.

Recentemente, a Apple foi forçada a reembolsar consumidores cujos filhos foram induzidos a gastar milhares de dólares em jogos com personagens infantis, com os Smurfs e My Little Pony. Com a regulação, pelo menos na Europa, esse tipo de “golpe” será mais difícil de ser aplicado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor