Fifa critica atraso em TI para Copa

HOME

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou em entrevista ao jornal britânico The Times que tem grandes preocupações com os atrasos na implementação dos  sistemas de telecomunicações e de TI nas arenas que ainda estão sendo construídas. Os alvos das críticas são as arenas do Itaquerão, Arena Pantanal, Beira-Rio e Arena da Baixada, todas de

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou em entrevista ao jornal britânico The Times que tem grandes preocupações com os atrasos na implementação dos  sistemas de telecomunicações e de TI nas arenas que ainda estão sendo construídas.

arena copa2

Os alvos das críticas são as arenas do Itaquerão, Arena Pantanal, Beira-Rio e Arena da Baixada, todas de sumária importância para a realização do evento.

A infraestrutura que vão permitir que os celulares e computadores dos torcedores e da imprensa sejam capazes de transmitir dados ainda não foi instalada. “Nós estamos trabalhando em condições em que o cimento [das novas arenas] ainda não está nem seco. Nós ainda temos que instalar todo o sistema de TI para a imprensa”, declarou Valcke ao jornal londrino.

O secretário-geral da Fifa classificou as condições como muito preocupantes. “Sem os sistemas de TI e de telecomunicações instalados nos estádios, vocês [jornalistas] vão dizer que que nós somos os piores organizadores, e que este foi o pior evento”. “Acontece que, para instalar um sistema de TI em um estádio, são necessários pelo menos 90 dias, então temos que trabalhar por todos que têm interesse [no sucesso da Copa]”, acrescentou.

Com menos de três meses para o início da Copa, caso não seja rapidamente resolvido, o atraso pode precarizar o uso das arenas e ter impacto direto na cobertura jornalística, além de afetar a imagem do Brasil. Autoridades do governo garantem que as obras estarão concluídas a tempo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor