Investimentos da Deutsche Telekom nos EUA afetarão fluxo de caixa

EmpresasNegócios

A Deutsche Telekom acabou com as esperanças sobre uma recuperação nos pagamentos de dividendos até 2015 após reduzir sua projeção de fluxo de caixa livre para gastar mais dinheiro e ganhar clientes nos Estados Unidos. O ex-monopólio alemão de telecomunicações disse nesta quinta-feira que não alcançará sua meta original de 6 bilhões de euros (8,2

A Deutsche Telekom acabou com as esperanças sobre uma recuperação nos pagamentos de dividendos até 2015 após reduzir sua projeção de fluxo de caixa livre para gastar mais dinheiro e ganhar clientes nos Estados Unidos.

Bonn-DTAG21-e1325181331988

O ex-monopólio alemão de telecomunicações disse nesta quinta-feira que não alcançará sua meta original de 6 bilhões de euros (8,2 bilhões de dólares) em fluxo de caixa livre até 2015, um indicador importante para pagamentos de dividendos.

A Deutsche Telekom disse que, em vez disso, o fluxo de caixa livre ficará um pouco acima dos 4,2 bilhões de euros esperados para este ano.

A operação da Deutsche Telekom nos EUA, a T-Mobile US, é a quarta colocada no mercado móvel do país com 325 milhões de conexões totais e tem como objetivo acrescentar entre 2 milhões e 3 milhões de clientes a mais este ano.

“Poderíamos alcançar nosso nível de ambição original para 2015 de cerca de 6 bilhões de euros se fechássemos a porta para a corrida de consumidores nos EUA”, disse Thomas Dannenfeldt, vice-presidente financeiro da Deutsche Telekom, em um comunicado.

A telecom alemã informou que seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), excluindo itens não recorrentes, subiu para 4,06 bilhões de euros no quarto trimestre, levemente abaixo da expectativa média de 4,14 bilhões, conforme apurou a Reuters.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor