Chairman da Samsung tem de se apresentar perante tribunal indiano

EmpresasNegócios

A Suprema Corte da Índia ordenou o presidente do Conselho da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, a se apresentar perante um tribunal local dentro de seis semanas para evitar a prisão em uma disputa de dez anos com um fornecedor acerca de um pagamento de 1,4 milhão de dólares. Um painel de dois juizes determinou ontem

A Suprema Corte da Índia ordenou o presidente do Conselho da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, a se apresentar perante um tribunal local dentro de seis semanas para evitar a prisão em uma disputa de dez anos com um fornecedor acerca de um pagamento de 1,4 milhão de dólares.

Lee-Kun-hee-001

Um painel de dois juizes determinou ontem que um mandado de prisão emitido contra Lee por um tribunal local em Ghaziabad, próximo a Nova Delhi, não seria executado por seis semanas, de acordo com uma ordem publicada no site do tribunal.

Lee terá que se apresentar perante um tribunal local e pode buscar fiança e uma isenção de ter que aparecer, determinaram os juízes da Suprema Corte, segundo apurou a Reuters.

Lee, de 72 anos, é o homem mais rico da Coreia do Sul, com um patrimônio líquido de 11,2 bilhões de dólares de acordo com a Forbes. A Samsung não tinha nenhum comentário imediato sobre a ordem da Suprema Corte.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor