Intel encerra operação fabril na Costa Rica

HOMENegócios

A Intel anunciou que fechará sua unidade de fabricação e testes de processadores na Costa Rica, demitindo cerca de 1,5 mil funcionários, o equivalente a 1,4% de sua força de trabalho. De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, as operações fabris serão redirecionadas para outras fábricas que a Intel possui na Malásia,

A Intel anunciou que fechará sua unidade de fabricação e testes de processadores na Costa Rica, demitindo cerca de 1,5 mil funcionários, o equivalente a 1,4% de sua força de trabalho.

intel3

De acordo com o jornal americano The Wall Street Journal, as operações fabris serão redirecionadas para outras fábricas que a Intel possui na Malásia, China e Vietnã.

A Intel vai manter outras operações na Costa Rica, com cerca de mil empregados no país, entre engenheiros, departamento financeiro e recursos humanos. Em comunicado, a empresa declarou que até o final do ano, pretende contratar 200 pessoas para cargos de alto valor.

A Intel vem em um processo de reestruturação desde que Brian Krzanich e Renee James, nomeados em maio do ano passado como novos CEO e presidente da Intel, assumiram. Em janeiro deste ano, a empresa anunciou a intenção de reduzir em 5% a sua força de trabalho de 107 mil pessoas, até ao final de 2014.

Segundo análise de viabilidade do negócio, a redução das operações de montagem e teste na Costa Rica faz mais sentido econômico, aumentando a eficiência das outras fábricas da empresa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor