Operadora mexicana processa IBM

Business IntelligenceData StorageNegócios

A operadora mexicana móvel Iusacell processou a IBM, acusando a gigante norte-americana de tecnologia de fazer representações fraudulentas que levaram a perdas de 2,5 bilhões de dólares em lucros. No entanto, muitas das alegações do processo, arquivado no tribunal distrital federal de Nova York, não estavam claras. Mas a queixa central refere-se a um contrato

A operadora mexicana móvel Iusacell processou a IBM, acusando a gigante norte-americana de tecnologia de fazer representações fraudulentas que levaram a perdas de 2,5 bilhões de dólares em lucros.

IBM-PureFlex-IBM-I-AIX-Cloud

No entanto, muitas das alegações do processo, arquivado no tribunal distrital federal de Nova York, não estavam claras. Mas a queixa central refere-se a um contrato que a Iusacell alega que a IBM deturpou para entrar no México.

“Eventos subsequentes à execução do acordo revelaram que a IBM deturpou intencionalmente e ocultou injustamente da Iusacell fatos relevantes tanto antes quanto durante a relação entre as partes”, disse a Iusacell na queixa. O processo busca mais de 2,5 bilhões de dólares em indenizações.

Em comunicado, a IBM afirmou que a Iusacell deixou de pagar à IBM Mexico o que era devido em contrato. A unidade de negócios da companhia no México já havia entrado na justiça para receber o valor devido pela telecom.

A Iusacell tem como sócio Ricardo Salinas, magnata do varejo e das telecomunicações, dono do Grupo Televisa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor