Orçamentos para segurança em TI crescem em 2014

Segurança

As revelações feitas por Edward Snowden sobre a falta de privacidade dos dados das organizações, o crescimento exponencial de malware para dispositivos móveis ou as falhas em OpenSSL tornadas visíveis recentemente pelo bug Heartbleed são apenas exemplos de como é cada vez mais necessário aumentar o nível de segurança informática, especialmente no segmento corporativo. As

As revelações feitas por Edward Snowden sobre a falta de privacidade dos dados das organizações, o crescimento exponencial de malware para dispositivos móveis ou as falhas em OpenSSL tornadas visíveis recentemente pelo bug Heartbleed são apenas exemplos de como é cada vez mais necessário aumentar o nível de segurança informática, especialmente no segmento corporativo. As empresas parecem estar atentas a este fenómeno, já que, segundo um inquérito da Tech Pro Research, 41% das companhias vão gastar mais em segurança TI em 2014 do que no ano anterior.

Information Security

A nova pesquisa da Tech Pro Research, intitulado ‘IT Security: concerns, budgets, trends and plans’, contou com a participação de 244 empresas de todo o mundo e de todas as dimensões, sendo que a temática dos orçamentos foi das que teve maior destaque.

Assim, segundo o estudo, 41% das empresas vão aumentar os seus orçamentos de segurança em TI neste ano, o que representa um aumento de 16% quando comparado com 2013. Além disso, apenas 11% dos inquiridos revelaram ter planos para diminuir o seu orçamento dedicado à segurança.

Cerca de dois terços dos inquiridos responderam que estavam agora mais preocupados com a segurança, na sequência das notícias vindas a público recentemente sobre falhas. Contudo, apenas as grandes organizações (as que têm mais de mil funcionários) estão a planear melhorar os controlos de segurança TI.

Quando questionadas sobre quais os principais projetos de segurança em que estão a trabalhar, a resposta de destaque das empresas foi a mesma de 2013 – o desenvolvimento de melhores processos de gestão de risco.

De referir igualmente que uma das principais preocupações de segurança para o mercado empresarial é o fenómeno BYOD (Bring Your Own Device). A falta de consciencialização dos funcionários sobre ataques provenientes das redes sociais era a principal preocupação em 2013, mas viu-se ultrapassada pelo BYOD este ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor