São José do Rio Preto investe R$ 820 mil em modernização de TI

HOMEProjetosRedesSetor PúblicoVoIP

A prefeitura de São José do Rio Preto, no interior paulista, investiu em  switches Core EX8208 e switches Ex4550, da Juniper Networks, para expandir o uso de Voz sobre IP.  A implementação ficou a cargo da EMPRO (Empresa Municipal de Processamento de Dados), empresa responsável por prover soluções de Tecnologia da Informação para a prefeitura

A prefeitura de São José do Rio Preto, no interior paulista, investiu em  switches Core EX8208 e switches Ex4550, da Juniper Networks, para expandir o uso de Voz sobre IP. 

sao jose do rio preto1

A implementação ficou a cargo da EMPRO (Empresa Municipal de Processamento de Dados), empresa responsável por prover soluções de Tecnologia da Informação para a prefeitura e todas as entidades públicas municipais da cidade.

A companhia investiu R$ 820 mil para contratação de equipamentos, sistemas e serviços para atualizar sua infraestrutura de rede. Vinicius Naranjo de Oliveira, diretor de Tecnologia e de Operações da Empro, afirma que a renovação da estrutura possibilitará a implantação de um site de contingência de negócios, ou seja, redundância para que os sistemas permaneçam no ar mesmo que o site principal caia.

“A TI assume uma posição cada vez mais estratégica para as ações da Prefeitura e suas entidades. Acreditamos que essa atualização tecnológica nos trará tranquilidade em termos de estabilidade da rede, escalabilidade e capacidade de entrega dos serviços nos próximos cinco anos”, relata.

O diretor afirma que a antiga rede estava próxima do limite de utilização, e poderia afetar a rotina dos funcionários públicos e do atendimento à população. O projeto faz parte de uma estratégia para suportar o aumento e a evolução da complexidade das demandas.

“Nossos usuários são funcionários públicos. Investir em equipamentos mais robustos é uma ação preventiva e, ao mesmo tempo, estratégica para manter os serviços disponíveis para a população. O grande mérito desse projeto foi fazer essa mudança sem qualquer impacto para a operação”, afirma. “Acreditamos que essa atualização tecnológica nos trará tranquilidade em termos de estabilidade da rede, escalabilidade e capacidade de entrega dos serviços nos próximos cinco anos”, complementa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor