Serasa registra uma tentativa de golpe a cada 17,2 segundos

HOMESegurança

Segundo apurou o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes – Consumidor, em março foram computadas 155.399 tentativas de fraudes. O roubo de identidade, em que os documentos são clonados e usados para contratar indevidamente serviços de crédito ou firmar negócios, foi o principal detectado. No mês, houve uma tentativa de fraude a cada 17,2

Segundo apurou o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes – Consumidor, em março foram computadas 155.399 tentativas de fraudes. O roubo de identidade, em que os documentos são clonados e usados para contratar indevidamente serviços de crédito ou firmar negócios, foi o principal detectado.

identidades falsas2

No mês, houve uma tentativa de fraude a cada 17,2 segundos no País. Em relação a fevereiro de 2014, houve alta de 1,6%. Na comparação trimestral (janeiro a março de 2014 contra o mesmo período de 2013) registrou-se uma elevação de 2,4%.

O setor de telefonia responde por 38,1% do total de tentativas de fraudes, realizadas em março de 2014, com 59.255 registros, com ligeira queda em relação aos 38,7% contabilizados pelo setor no mesmo mês de 2013. Já o setor de serviços, que inclui construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral, teve 49.768 registros, o equivalente a 32,0% do total.

Em terceiro lugar no ranking de fraudes aparece o setor bancário, com 30.829 tentativas, 19,8% do total. No mesmo período de 2013, o setor foi responsável por 18,9% dos casos.

Entre as principais tentativas de golpes estão a emissão de cartão de crédito, usando uma identificação falsa ou roubada. Nesse caso a conta fica para a vítima. Outra fraude é a compra de bens eletrônicos, como celulares e tevês, da mesma forma. A aquisição de celulares com documentos falsos também é muito comum de acontecer.

Os especialistas do Serasa recomendam que os consumidores não forneçam dados pessoais para pessoas estranhas. Outra precaução é não informar ou confirmar informações pessoais ou número de documentos pelo telefone, tomando cuidado com promoções ou pesquisas. Não perder os documentos de vista quando solicitados para protocolos de ingresso em determinados ambientes ou quaisquer negócios é mais uma medida a ser tomada pelos consumidores para não cair em golpes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor