Yahoo tem crescimento modesto no 1º trimestre

GestãoNegóciosResultados

 O Yahoo mal conseguiu expandir seu principal negócio de publicidade no primeiro trimestre, apesar dos esforços da presidente-executiva Marissa Mayer de revitalizar o crescimento da empresa pioneira da Internet. Mayer disse em teleconferência com analistas nesta terça-feira que acredita que a companhia tenha passado pelo pior e que entrou agora em um período de crescimento

 O Yahoo mal conseguiu expandir seu principal negócio de publicidade no primeiro trimestre, apesar dos esforços da presidente-executiva Marissa Mayer de revitalizar o crescimento da empresa pioneira da Internet.

marissa-mayer-yahoo

Mayer disse em teleconferência com analistas nesta terça-feira que acredita que a companhia tenha passado pelo pior e que entrou agora em um período de crescimento modesto, mas estável.

Marissa Mayer assumiu a companhia há cerca de dois anos. A ex-executiva do Google conseguiu recuperar muitos produtos do Yahoo mas o negócio de venda de publicidade continua patinando, enquanto rivais como Google, Facebook e Twitter divulgam forte crescimento de receita.

A receita com publicidade, que responde por cerca de 40 por cento das vendas totais do Yahoo, aumentou apenas 2 por cento ano a ano, para 453 milhões de dólares, excluindo taxas de parceiros. Este pequeno crescimento segue vários trimestres consecutivos de declínio no segmento.

As ações do Yahoo subiam 8 por cento por conta do forte resultado da empresa chinesa de comércio eletrônico Alibaba Group, na qual tem participação de 24 por cento.

A companhia chinesa aumentou sua receita em 66 por cento para 3,06 bilhões de dólares no quarto trimestre.

A receita do Yahoo, excluindo taxas pagas a websites parceiros, foi de 1,087 bilhão de dólares no primeiro trimestre, ante 1,074 bilhão de dólares no mesmo período um ano antes. Analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S esperavam receita ajustada de 1,077 bilhão de dólares.

A companhia disse que lucrou 311,6 milhões de dólares no primeiro trimestre, ou 0,29 dólar por ação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor