Fundo de Cingapura investe US$ 170 milhões na Netshoes

e-MarketingHOMENegócios

A Netshoes, um dos maiores e-commerces de artigos esportivos do mundo, anunciou um novo aporte de cerca de US$ 170 milhões liderado pelo GIC, fundo soberano de Cingapura. A rodada ainda contou com a participação do grupo de fundadores e dos atuais acionistas Tiger Global Management, Temasek Holdings, Iconiq Capital e Kaszek Ventures. O novo

A Netshoes, um dos maiores e-commerces de artigos esportivos do mundo, anunciou um novo aporte de cerca de US$ 170 milhões liderado pelo GIC, fundo soberano de Cingapura. A rodada ainda contou com a participação do grupo de fundadores e dos atuais acionistas Tiger Global Management, Temasek Holdings, Iconiq Capital e Kaszek Ventures.

netshoes

O novo aporte reforçará a estrutura de capital da companhia para dar continuidade à inovação com foco na melhor experiência do consumidor e crescimento. “A entrada do GIC, um dos maiores gestores de capital do mundo, assim como a evolução dos resultados financeiros e o comprometimento dos atuais acionistas nos motivam ainda mais a seguir buscando nossos objetivos: a continuidade do plano de crescimento sustentável, sem abrir mão de investir pesado em inovações que aprimorem a experiência de compra de nossos clientes”, diz Marcio Kumruian, CEO e fundador da Netshoes.

“Este é o maior investimento da história da empresa. Isso acontece num momento de relativa instabilidade econômica no País, o que prova que boas empresas com sólidos fundamentos permanecem atraindo a atenção de investidores de primeira linha”, diz José Rogério Luiz, vice-presidente de desenvolvimento corporativo da Netshoes.

“Vemos a Netshoes como um dos mais fortes players de e-commerce no mundo. Estamos muito otimistas por poder contar com uma excelente equipe de gestão e nos sentimos privilegiados pela parceria com o grupo de investidores de altíssimo nível e profunda experiência em tecnologia e e-commerce”, disse Wolfgang Schwerdtle, vice-presidente sênior do GIC Special Investments.

O GIC também terá uma vaga no conselho de administração, que é formado pelo alto corpo executivo da companhia, integrantes dos fundos de investimentos e conselheiros como Paul Tagliabue (ex-dirigente da NFL), Cassio Casseb (ex-presidente do Banco do Brasil) e Nilesh Lakhani (ex-CFO da Yandex).

Em 2013, a companhia atingiu receita líquida de R$ 965 milhões, um incremento de 21% ante 2012. “No ano passado, fizemos investimentos significativos como a ampliação do Centro de Distribuição no Nordeste, a chegada de reforços para o alto corpo executivo e o suporte ao crescimento acelerado das operações na Argentina e México. Estamos construindo um futuro sobre bases sólidas”, ressalta Kumruian.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor